Me passaram a metrologia

Olá

Eu sou Mauro Duarte e apoio empresas a organizar a Metrologia e atender aos requisitos Metrológicos das normas ISO, bem como de portarias definidas por órgãos regulamentadores, tais como Anvisa, Mapa, Fepam… entre outros.

Já perdi as contas de quantas vezes em treinamentos ou visitas a clientes escutei esta frase:

Me passaram esta bronca!

Gerenciar os instrumentos em uma empresa não é uma atividade fácil, mas na minha opinião esta muito longe de ser um problema, desde que a pessoa conheça o que esta fazendo e este é o ponto mais importante, pois a medida que as pessoas vão entendendo o que fazem vão consequentemente gostando e querendo saber mais e mais. Já presenciei isto com profissionais que se diziam jogado para esta área e hoje são especialistas apaixonados por “Metrologia e Controle da Qualidade”.

Muitos profissionais conduzem a metrologia apenas fazendo o que o cliente ou o auditor pede, simplificando as coisas e as vezes sendo negligente para não se “incomodar” ou ter mais trabalho neste controle. Muitas vezes pensam somente em economizar comprando e aprovando instrumentos indevidamente, não se dando conta de que o custo com perda de matéria prima será muito superior se houverem refugos ocasionados pela falta de qualidade dos instrumentos ou por avaliações indevidas.

Entender os métodos de medição e os validar com técnicas estatísticas é muito interessante, pois nos dá segurança de estarmos fazendo o correto e com base em fatos e dados.

Penso que será uma “Pepino” se o profissional ceder aos mitos que muitas vezes se criam de que qualidade é um entrave e que não sustenta a empresa.

Na verdade, o responsável pela instrumentação deve ter habilidades técnicas e ser um especialista, mas não pode se descuidar de questões humanas que envolve engajar os usuários e líderes no seu desafio de ter todos instrumentos e padrões adequados ao uso pretendido.

Se pensarmos que em muitos casos é um profissional responsável por muitos instrumentos e que estes estão distribuídos em diversos setores fica inviável pensar que uma pessoa sozinha irá dar conta e neste caso nos remetemos a norma ISO 9001:2015 que prega um maior envolvimento das lideranças no atendimento dos requisitos.

Por outro lado presenciei já nesta trajetória profissionais iniciantes que desde recebida a missão se  sentiram muito orgulhosos da confiança recebida na missão de gerir os instrumentos, tratar com fornecedores de calibração e se reportar a clientes com o objetivo de apresentar relatórios de medição, calibração e análise, sendo que muitos destes hoje são engenheiros e mestres que primam pela qualidade e sabem que uma metrologia forte será um diferencial competitivo relevante para a sua empresa.

Me orgulho de por ter tido aos meus 18 anos ter tido a oportunidade de atuar em dos principais laboratórios credenciado pelo INMETRO no Brasil, tendo como gestores colegas com um nível excepcional de conhecimento em metrologia e tendo acesso as principais normas e métodos nacionais e internacionais.

Hoje tenho a missão de disseminar o conhecimento em metrologia e a motivar pessoas a fazer o melhor na sua atividade, aliando competências técnicas e humanas.

Espero ter colaborado nesta reflexão e defendo de que controlar os instrumentos não é uma bronca e nem mesmo um problema, desde que se tenha vontade de aprender e dominar estas boas práticas que são extremamente importantes para a qualidade dos nossos produtos e serviços.

Forte abraço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s